domingo, 25 de maio de 2014

Música & Poesia

Por quê?
Por que não sei soprar ao vento, 
música?
Sete notas que digam assertivamente
o que de mais puro e amoroso 
vai entre meu coração e minha mente?
Mas, justo contrário, 
poeta,me enredo,transgrido
e te perco,sem rima,em vinte e seis letras.







3 comentários:

Unknown disse...

Que coisa linda!
É precisamente o que eu sinto.
Acho que é essa a missão do poeta: transformar em palavras os sentimentos seus e dos outros.

Unknown disse...

Que coisa linda!
É precisamente o que eu sinto.
Acho que é essa a missão do poeta: transformar em palavras os sentimentos seus e dos outros.

Sônia Brito disse...

Olá Unknown

Fico feliz que o poema tenha soado música aos seus ouvidos.